sexta-feira, 11 de julho de 2008

Cantador

Foto: Yolanda, Chapada.

Quando chego na janela
E não vejo aquela água correr
Percebo que seca algo no meu peito
A alegria de poder navegar
Nos teus braços,
Nos teus sonhos,
No teu doce balançar...
Quero de vez me entregar
A essa paixão que não se mede
Ficar e vingar feito Jacarandá
No teu solo:
Imensa rede
E no teu colo descansar
A alma leve, leve...

Zinaldo Velame, 2005. Canção do Rio.

3 comentários:

Luciano Fraga disse...

Zina,uma beleza,insustentável a leveza destes versos,nada mais belo que a canção de um rio...

Luciano Fraga disse...

Zina,estou te convidando para participar do site NovaAguia(Prtugal),para isto precisa fazer uma inscrição,à partir daí,o pessoal manda um email para você aprovando-o,você passa a divulgar seus poemas e outros por lá.Vá no meu blog e acesse o NA para receber as dicas,abraço.

On The Rocks disse...

belo poema. bela foto. abs

Bar Delírio

Bar Delírio
Casa da Cultura. Arte de Roque Moraes.

Música de qualidade

Música de qualidade

Artes plásticas

Artes plásticas
Noites felinas. Nelson Magalhães Filho.

E.C. Bahia

E.C. Bahia

Música de qualidade

Música de qualidade
Zinaldo e o poeta Giordano Diniz.

Música de qualidade

Música de qualidade
Hermes Peixoto e Zinaldo. O poema Segredos de amor de Hermes foi musicado por Zinaldo e Ian Ferreira em 2008.